O que dizer da transição planetária prevista para Terra?

Atualizado: 27 de Abr de 2018


Estamos no limiar da grande transição planetária, em que o nosso planeta passará da condição de mundo de provas e expiações para mundo de regeneração. É um degrau, ainda dos muitos que devemos subir, para alcançar a posição de “mundo feliz”. E para cada fase, uma limpeza deve ser feita.


Lembremos da escala dos mundos: primitivos, de provas e expiações, regeneração, felizes e ditosos, morada dos espíritos puros.


Já estamos num processo de expurgo daqueles Espíritos calcetas, refratários à ordem e à evolução moral e espiritual, que já não podem mais ser retardadas. Eles passarão algum tempo em outras esferas, em outros planetas mais inferiores (kírom), aprendendo as leis do Amor e do Bem, até que tenham condições de retornar ao nosso planeta, para dar seu contributo em benefício do progresso da Humanidade.


No livro Transição Planetária, psicografia por Divaldo Franco, pelo Espírito Manoel Philomeno de Miranda, este momento pelo qual passa a Terra fica muito bem explicado.


No livro, fala-se que assim como os Espíritos ainda devotados ao mal serão exilados em outros planetas, espíritos mais evoluídos, vindos da uma estrela chamada Alcíone, da constelação de Tauro, já começaram a reencarnar na Terra, em espírito missionário, para ajudar a Terra neste processo de renovação e evolução espiritual, tornando-se os grandes líderes e sensibilizarem aqueles ainda considerados verdugos da sociedade.


Além disso, espíritos antigos e importantes de séculos passados, a escola neo-platônica de Alexandria, nobres espíritos gregos da época de Péricles, os pré-socráticos, os socráticos (Sócrates, Platão, Aristóteles, depois os pré-cristãos de Roma, e todos os gênios do Renascimento, artistas e pensadores e cientistas estarão retornando, alguns dos quais já se encontram entre nós, para também auxiliar o planeta neste processo de transição, para acelerar as conquistas, não só da inteligência e da tecnologia de ponta, mas também dos valores morais e espirituais.


REVELAÇÕES DE CHICO XAVIER SOBRE TRANSIÇÃO PLANETÁRIA, feita em 1986, dada a Geraldo Lemos Neto, fundador da Casa de Chico Xavier de Pedro Leopoldo (MG), (Documentário chamado Data-Limite), fala que no ano em que o homem pisou na lua, 1969, o Governador Espiritual da Terra, que é Nosso Senhor Jesus Cristo, ouvindo o apelo de outros seres angelicais de nosso Sistema Solar, convocara uma reunião destinada a deliberar sobre o futuro de nosso planeta. Depois de muitos diálogos e debates entre eles foram dadas diversas sugestões e, ao final do celeste conclave, a bondade de Jesus decidiu conceder uma última chance à comunidade terráquea, uma última moratória para a atual civilização no planeta Terra. Todas as injunções cármicas previstas para acontecerem ao final do século XX foram então suspensas, pela Misericórdia dos Céus, para que o nosso mundo tivesse uma última chance de progresso moral.


“Nosso Senhor deliberou conceder uma moratória de 50 anos à sociedade terrena, a iniciar-se em 20 de julho de 1969, e, portanto, a findar-se em julho de 2019. Ordenou Jesus, então, que seus emissários celestes se empenhassem mais diretamente na manutenção da paz entre os povos e as nações terrestres, com a finalidade de colaborar para que nós ingressássemos mais rapidamente na comunidade planetária do Sistema Solar, como um mundo mais regenerado, ao final desse período. A face da Terra deveria evitar a todo custo a chamada III Guerra Mundial. Segundo a deliberação do Cristo, se e somente se as nações terrenas, durante este período de 50 anos, aprendessem a arte do bem convívio e da fraternidade, , o mundo terrestre estaria enfim admitido na comunidade planetária do Sistema Solar como um mundo em regeneração”.


Avanços inimagináveis virão, como por exemplo “Nós alcançaremos a solução para todos os problemas de ordem social, como a solução para a pobreza e a fome que estarão extintas; teremos a descoberta da cura de todas as doenças do corpo físico pela manipulação genética nos avanços da Medicina; o homem terrestre terá amplo e total acesso à informação e à cultura, que se fará mais generalizada; também os nossos irmãos de outros planetas mais evoluídos terão a permissão expressa de Jesus para se nos apresentarem abertamente, colaborando conosco e oferecendo-nos tecnologias novas, até então inimagináveis ao nosso atual estágio de desenvolvimento científico; haveremos de fabricar aparelhos que nos facilitarão o contato com as esferas desencarnadas, possibilitando a nossa saudosa conversa com os entes queridos que já partiram para o além-túmulo; enfim estaríamos diante de um mundo novo, uma nova Terra, uma gloriosa fase de espiritualização e beleza para os destinos de nosso planeta.”


“Caso a humanidade encarnada decida seguir o infeliz caminho da III Guerra Mundial, uma guerra nuclear de consequências imprevisíveis e desastrosas, aí então a própria mãe Terra, sob os auspícios da Vida Maior, reagirá com violência imprevista,cansada dos desmandos humanos, e seríamos defrontados então com ataques da Natureza, como terremotos gigantescos; maremotos e ondas (tsunamis) consequentes; veríamos a explosão de vulcões há muito tempo extintos; enfrentaríamos degelos arrasadores que avassalariam os pólos do globo com trágicos resultados para as zonas costeiras, devido à elevação dos mares; e, neste caso, as cinzas vulcânicas associadas às irradiações nucleares nefastas acabariam por tornar totalmente inabitável todo o Hemisfério Norte de nosso globo terrestre.” Caso ocorra a pior hipótese, com o Hemisfério Norte do planeta tornando-se inabitável, grandes fluxos migratórios, não pacíficos, se formariam então para o Hemisfério Sul, onde se se situa o Brasil, que então seria chamado mais diretamente a desempenhar o seu papel de Pátria do Evangelho, exemplificando o amor e a renúncia, o perdão e a compreensão espiritual perante os povos migrantes e isso causaria um atraso no processo de regeneração da Terra de aproximadamente 1000 anos.”


“Nosso Brasil como o conhecemos hoje será então desfigurado e dividido em quatro nações distintas. Somente uma quarta parte de nosso território permanecerá conosco e aos brasileiros restarão apenas os Estados do Sudeste somados a Goias e ao Distrito Federal.”


Outra decisão dos benfeitores espirituais da Vida Maior determinou que, após o alvorecer do ano 2000 da Era Cristã, os espíritos empedernidos no mal e na ignorância não mais receberiam a permissão para reencarnar na face da Terra, seriam encaminhados forçosamente à reencarnação em mundos mais atrasados, de expiações e de provas aspérrimas, ou mesmo em mundos primitivos. Segundo Chico Xavier, o maior desses planetas se chamaria Kírom. Reencarnar aqui, a partir dessa data equivaleria a um valioso prêmio justo, para quem adquiriu conquistas espirituais relevantes como a mansidão, a brandura, o amor à paz e à concórdia fraternal entre povos e nações.


É a nossa última chance, é a última hora! Não há mais tempo para o materialismo. Não há mais tempo para ilusões ou enganos imediatistas. Ou seguiremos com a Luz e permaneceremos na Terra, ou escolhemos a dor e seremos exilados para mundos inferiores, tudo depende de nós, do nosso livre-arbítrio.


O próprio Emmanuel, através de Chico Xavier, respondendo a uma entrevista já publicada em livro nos diz que as profecias são reveladas aos homens para não serem cumpridas. São na realidade um grande aviso espiritual para que nos melhoremos e afastemos de nós a hipótese do pior caminho.#transiçãoplanetária #divaldofranco

2020 © Todos direitos reservados Conhecendo o Espiritismo