top of page

Primavera de Marta - Mensagem do dia 05.05.2022



Desde o advento do Consolador Prometido aos campos terrestres, o mundo espiritual tem enviado aos caminhantes do corpo as mais elucidativas mensagens. Inicialmente calcadas na filosofia, traduziram as incógnitas humanas de todos os tempos, buscando ofertar respostas aos enigmas da morte, do sofrimento e das incertezas do destino. Lúcidas páginas verteram, abundantes, da vida no invisível para os palcos do mundo, trazendo consigo o selo da autenticidade e o fio precioso da consolação.


Tratados científicos expuseram como pensavam célebres cientistas e intelectuais do passado, dialogando com os novos pesquisadores, sem lhes induzir em antecipações indevidas e sem revelar, de maneira prematura, aquilo que a investigação científica iria trazer como prêmio aos incansáveis estudos de cada um. O aparecimento do Universo, da Terra e seu progressivo povoamento se fizeram escritos de rico teor, demonstrando a clareza da hipótese do evolucionismo, diluindo nas mentes a ideia de um criacionismo em vinte e quatro horas.


Logo em seguida, textos pessoais abasteceram as consciências, sedentas de notícias sobre o grande além.


Personalidades de destaque no mundo volveram sobre as próprias cinzas para informar que se encontravam tateando o vastíssimo mosaico da vida nova, nem sempre credenciados pelos atos que cometeram na derradeira vilegiatura carnal.


E personagens apagados no mundo deixaram escrínios de luz, atestando condutas impolutas e almas em paz na jornada em direção aos cimos da vida maior.


O findo século XX proporcionou o alargamento desse intenso intercâmbio, permitindo que assombrosas revelações gotejassem da pátria espiritual em socorro dos exilados no solo da vida material, lhes descortinando campos novos de entendimento.


Colônias espirituais foram descritas como enormes colmeias de trabalho além da campa mortuária. Atividades de socorro aos padecentes do mundo tiveram relatos comovedores, não deixando dúvidas de que médicos do espaço continuam socorrendo as dores humanas e que enquanto houver lágrimas, o mundo maior jamais negará auxílio e orientação aos perdidos nos desafios do carreiro carnal.


O correio fraterno do grande além permitiu que poetas retornassem a pena, suicidas de incontestável valor literário descrevessem suas surpresas no retorno imprevisto ao mundo espiritual e que romancistas de escol exumassem suas próprias memórias, retratando dramas no eterno duelo entre as paixões e o ciúme, a intriga e as buscas sôfregas pelo verdadeiro amor.


Literatos de subido valor volveram aos escritos, se valendo dos braços e mãos de sensitivos e paranormais, ofertando aos mais exigentes provas incontestáveis da continuidade da vida após a vida.


O Evangelho foi examinado por célebres exegetas e estudiosos, arrancando dos pergaminhos da Boa Nova a letra que mata e apresentando cristalinas interpretações das passagens de mais difícil digestão intelectual. A mensagem de Jesus ganhou roupa nova, permanecendo seu conteúdo com o mesmo vigor de outrora.


A mostarda continuou fértil.


O novo semeador saiu por terras nunca antes palmilhada, lançando possibilidades inusitadas.


O filho pródigo se fez educar.


A mão mirrada tornou-se saudável.


O sal da terra preservou o sabor do alimento espiritual que estava insosso.


Os imortais, em parceria com os inquilinos do corpo, conseguiram descrucificar o Amado Amigo, O trazendo de volta ao seio das massas aflitas e desesperadas, podendo o Embaixador de Deus continuar ministrando consolação e luz nos corações inquietos.


Ninguém poderá alegar que escasseiam textos iluminativos. Pessoa alguma poderá dizer que não possui uma cartinha simples para leitura ligeira, refazendo as paisagens íntimas em convulsão pela dor e pelos ásperos testemunhos.


Aí estão milhares e milhares de páginas de orientação, revelação e otimismo. Verteram abundantes da vida maior em direção aos descaminhos humanos.


Se faltava um mapa em tua rota de aperfeiçoamento, já não podes alegar carência dos mesmos de dois séculos para cá.


Se não sabes ler ou te recusas a examinar os escritos de tantas almas nobres, adotando na própria vida outra experiência no proceder, o problema é de foro íntimo, reclamando de cada um solução própria.


E essa iniciativa não pode tardar muito.


Marta

Salvador, 05.05.2022

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page