top of page
  • yzlima

Primavera de Marta - Mensagem do dia 08.07.2022



O contato com a Boa Nova, além do despertamento para uma nova realidade da vida tem igualmente o condão de nos sensibilizar para as dores alheias.


A convivência vai nos mostrando no cotidiano que as dores chegam para todos, em grande parte sem aviso prévio, e por isso mesmo a solidariedade se faz suporte que ninguém pode prescindir para travessia dos testemunhos difíceis.


O noticiário macabro de cada manhã não apenas inquieta, mas inocula medo e pavor em almas sensíveis, e anotamos na tecelagem delicada da própria emoção as amarguras alheias.


Aquele casal teve o filho alvejado por meliantes na madrugada, sedentos de furto, e ora, com os corações destroçados, sepultam o corpo do filho único e idolatrado.


Aquele matrimônio de celebridades chegou a ruidoso final, onde o escândalo e a publicidade chocante causam _tititi_ o resto do dia ou se arrastam pela semana, mas dificilmente o rosto de um filho será mostrado, espelhando a tristeza de contemplar o lar desfeito e a orfandade de pais vivos.


Naquela região atingida por chuvas torrenciais inúmeros casebres sucumbiram às águas volumosas, e ora contemplamos na TV essa ou aquela dona de casa esclarecendo que conseguiu apenas salvar a roupa do corpo. Tudo mais, inclusive lembranças e memórias, a enxurrada levou.


Mais alguém, agora de nossa intimidade, nos anuncia ou descobrimos por terceiros, ser portador de diagnóstico difícil na área da saúde, com enfermidade destruidora em curso. Nem sempre será possível fotografar-lhe a angústia estampada no rosto, diante da sentença de morte anunciada pelo médico.


A falência de alguém conhecido, agora reduzido a simples pedinte na via pública.


O viciado no pó alucinante ou na pedra aniquiladora, que deambula nas cracolândias urbanas qual zumbi, ignorando de onde veio e para onde vai. Por detrás de cada um deles, uma mãe e/ou pai chora o tresvario daquele familiar, impotente em poder ajudar quem o vício arruinou.


As tragédias humanas estão por toda parte, mas em todo lugar existe alguém que se deixou tocar pelo sentimento da compaixão. Emulado pelo bem, acolheu um cão vadio da rua e deu ao animal nova esperança de sobrevivência.


A sós ou com alguns poucos amigos cozinham uma sopa suculenta para sem tetos e moradores da praça, diminuindo a dor da fome que os assalta diariamente.


As mãos que descem ao gueto de miséria para socorrer são mais poderosas e benditas do que os lábios que oram no conforto do lar ou do templo, sem se movimentarem no auxílio aos que sofrem. Preferível o mudo que serve do que o orador escravo da verborragia melosa, que nunca se movimentou no auxílio aos que choram.


O toque da Boa Nova é íntimo, é uma experiência pessoal, intransferível. Cada um entenderá no seu grau de evolução, e o mesmo chamado será percebido de maneira diferente.


Há indivíduos que sopesam a contrapartida de servirem ao bem estar do próximo. Outros, exigem remuneração do mundo para atenderem ao simples dever da caridade. Outros, reclamam que os atendidos são arrogantes e exigentes.


Diz um provérbio antigo: quando se quer fazer alguma coisa de seu próprio interesse, sempre se arranja tempo. Quando não é do interesse, se arranja uma desculpa.


Se teu nome foi listado pelo Divino Amigo no rol dos chamados, busca atender o quanto antes este apelo. Qualquer pequena dádiva em nome D'Ele é sempre uma semente de mostarda em solo fértil.


A semeadura da esperança na Terra tem regime de urgência. Já tem muita gente na concorrência, espalhando fake news no terreno das conveniências criminosas.


Uma palavra gentil e aquela vida à nossa frente pode alterar completamente seu rumo.


Um sorriso teu pode ser tudo de melhor que alguém verá num dia inteiro.


Uma flor ou um brinquedo e aquela criança se enxerga no paraíso.


Nada justifica tua paralisia no bem ou tua inércia diante da onda avassaladora do mal e da ignorância, hoje em franco predomínio nos campos do planeta. Não pelejarás com as mesmas armas do equivocado. Não descerás as furnas da miséria moral em que cada um resolveu se ocultar da verdade.


Ele, O Cristo, apenas pede que distribua teus tesouros de boa vontade e otimismo, confiança e alegria entre teus irmãos de caminhada.


A parte mais difícil sempre ficou com Ele.


Marta

Salvador, 08.07.2022

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page