top of page

Primavera de Marta - Mensagem do dia 25.10.2022



Por mais que disponha de artifícios de natureza química, o homem não tem como deter a faculdade de pensar. Pode, momentaneamente, anestesiar-se, drogando ou sedando a maquinaria orgânica, mas a sede dos pensamentos que o inquieta ou o atormenta se encontra em área independente do cérebro. Este, considerado a maior maravilha da engenharia da natureza, ainda se ressente da sua excessiva materialidade, sendo incapaz de processar todas as manifestações psíquicas da alma.


Reflete, espelha, com razoável precisão, as manifestações mentais da centelha divina, e quando se desarticula, impede ou dificulta a reverberação dos pensamentos articulados pelo ser imortal.


Não se tem como precisar quando o homem atravessou a fronteira muito diáfana do pensamento descontínuo, eminentemente instintivo, e começou a ter os primeiros vagidos de pensamentos continuados, aqueles que se caracterizam pela preocupação com a sobrevivência, planejamento de ações futuras e interrogações íntimas acerca dos porquês da vida, base estruturante da futura filosofia.


Segregado no campo material para as inadiáveis experiências evolutivas de que carece, o fulcro gerador de pensamentos se vê tolhido, cerceado, pela precariedade e limitações do HD cerebral, dotado de notável elasticidade e capilaridade neuronal, mas incapaz de registrar todas as manifestações emocionais e psíquicas da essência, que reclama no desdobramento da personalidade, pelo sono fisiológico, o necessário tempo para afrouxar as fortes teias materiais, permitindo que na vida livre dos espaços possa o ser sonhar.


Pensamentos de harmonia e fraternidade são apanágio das almas em equilíbrio. Elucubrações mentais de caridade e amor ao próximo brotam de almas elevadas. Já a emissão mental perturbadora é oriunda de mentes, instância psíquica da alma, vergastadas pelo sentimento de culpa, pelos delírios da posse e pelos conflitos não solucionados na área da libido.


E por mais que não queiramos, o pensamento exterioriza, num campo vibratório acima das paisagens da carne, aquilo que logramos ser. Torna-se uma linguagem audível no campo extra cerebral, formatando e revelando para seus comensais espirituais sua verdadeira identidade.


Pensamentos centrados fortemente numa ideia geram imagens, que se fazem verdadeiras ideoplastias, retratando com realidade impactante quais as metas que dominam a atmosfera emocional de cada criatura.


Pensamentos de revolta e anarquia perturbam mentes frágeis em derredor, que assimilam esses miasmas e os reproduzem na forma de amargura ou violência.


Emissões mentais de fraternidade e cura se projetam nos espaços interdimensionais, acolhendo o suporte de outras almas que se juntam naquele propósito superior, otimizando a fonte geradora da ação nobre e, se o visado possui méritos e intercessões de vulto, mudanças substanciais ocorrem, alterando o campo psíquico e favorecendo a mitose saudável das células, a restabelecer o patrimônio da saúde.


Outro não era o mecanismo da atuação do Sublime Peregrino entre os homens há dois mil anos. Conhecendo a essência de cada ovelha, Ele identificava facilmente aqueles que estavam ainda mergulhados num pensamento de medo, horror, miséria moral, e os ajudava a mudar a voltagem mental, lhes inoculando vigorosos princípios de vida saudável. Em outros, reconhecia a vulgaridade no pensar, a baixeza das aspirações, a predominância dos instintos mais primitivos sobre a natureza ética do ser, pelo que se valia Nosso Senhor de veemente austeridade no falar, chamando esses infelizes à mudança de padrão mental.


Quem sintonizou com Ele numa faixa de pensamento mais elevado, se tornou poroso no acolhimento das "virtudes" que D'Ele emanava continuamente, curando atrofiados, reabilitando pupilas mortas e restaurando membros ressequidos.


Quem não se esforçou nem desejava mudança, abandonando a zona de conforto onde se homiziava, esteve com Ele, mas permaneceu impermeável ao Seu toque luminoso.


Ora atravessando uma selva de pensamentos sombrios, onde a maior parte da humanidade estacionou nas aspirações de natureza material, sexual, imediatista e sensória, a nova revelação vem criar estímulos para o cultivo de diferente campo mental. Discute-se, abertamente, que uma apatia parece dominar a muitos, incapacitando o ser de sonhar com dias melhores.


Uma psicosfera pestífera parece pairar sobre todos, qual nuvem escura, fermento mental pútrido de bilhões de pensamentos desordenados e vingativos.


Verbo numa direção e atitudes em outra, gerando uma cultura de cinismo e fingimento.


Faces primorosas, esculpidas na plástica cirúrgica ou derivadas de DNA impecável, mas ocultando uma mente sintonizada com as sombras, onde o desejo é sempre de triunfo sobre o outro, não importando o meio para esses fins satânicos.


O que pensas quando estás a sós?

Defronte da miséria e da escassez, teu pensar se espraia no auxílio ou segrega-se na indiferença?

Quando oras, pedes ou exiges?


De três anos para cá, teus pensamentos estão mais saudáveis ou insistes em te cristalizar naqueles que te chumbam na plataforma bruta da inferioridade moral?


Uma mágoa te ficou enquistada na tela da sensibilidade há vinte anos, mas uma alegria de ontem já foi deletada de tuas lembranças mais recentes.


Onde imaginas que teus pensamentos te levarão?

Pensa nisso hoje.

Amanhã, quem sabe...


Marta

Juazeiro, 25.10.2022

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page